O controle de horas trabalhadas pelo ponto digital

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

O controle de horas é essencial para que não haja nada de errado na hora de cumprir as leis trabalhistas. Sem dúvidas, toda empresa precisa contar com uma forma de registrar a chegada e a saída de seus funcionários.  Mas, quando falamos do controle de ponto digital, de fato, existe uma obrigatoriedade para qualquer empresa que já conte com mais de dez colaboradores contratados. Assim é essencial o uso do  controle de ponto digital também possa facilitar a própria analise do tempo de trabalho no respectivo mês por parte do trabalhador. Afinal, a Consolidação das Leis de Trabalho (CLT) indica que é essencial que a máquina também emite uma outra cópia que deve ficar em posse do trabalho para a sua própria consulta da jornada de trabalho.

O controle da carga horária dos trabalhadores é um dos itens de maior importância dentro da Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT, devendo o empregador manter controle e registro das horas trabalhadas. Conforme existe a norma que rege as relações de trabalho, a carga horária dos funcionários não pode ultrapassar a quantidade de 44 horas semanais (ou 8 horas diárias). Ou seja, no caso de passar esse limite, serão consideradas horas extras (devendo ser pagas ao colaborador) ou creditadas no banco de horas para serem utilizadas posteriormente.

Isso, sem dúvidas é uma forma do empregador estabelecer mecanismos que possam ser capazes de controlar o tempo de jornada de trabalho dos seus funcionários, a fim de evitar problemas judiciais futuros. Assim, de maneira geral o controle de ponto digital oferece muito mais praticidade, rapidez e clareza no momento de calcular o salário ou mesmo de exigir um cumprimento de horas defasadas. Afinal, o trabalhador também terá ao seu alcance a possibilidade de provar que não está com nenhum déficit em seu horário.


Deixe seu Comentário.



Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×