Funcionários mais produtivos!

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Existe uma longa lista de estudos variados enumerando as virtudes do trabalho flexível, sendo que um deles, da Universidade de Stanford, no EUA, relevou que funcionários com trabalho flexível são geralmente mais produtivos do que a maioria que trabalha em horário fixo das 09 às 18h.
Por um período de nove meses eles descobriram que esses funcionários com trabalho flexível:

  • Alcançaram melhores resultados
  • Estiveram menos doentes
  • Trabalharam por mais horas
  • Estavam felizes com seus trabalhos

Essas descobertas foram publicadas recentemente em um estudo da revista americana Fortune.
Profissionais que possuem mais flexibilidade no trabalho tornam-se mais felizes em suas atividades e menos propensos ao stress psicológico e à síndrome de burnout do que seus colegas que estão ‘presos’ ao horário fixo.

Foco nos resultados

O estudo citado acima dividiu os participantes em dois grupos. Ao primeiro foi pedido que se concentrassem em aumentar o controle de seu trabalho. Assim, os profissionais foram treinados para se concentrar mais nos resultados do trabalho do que no tempo.
Depois de treinados, eles colocaram em prática o que aprenderam. Dessa forma, por exemplo, eles podiam escolher entre trabalhar em casa ou no escritório, ou reduzir o número de reuniões de qual participariam.

Os gestores desse grupo também foram treinados para encorajar os funcionários a terem mais equilíbrio entre a vida pessoal e o trabalho, bem como um forte desenvolvimento profissional.
Quando esse grupo foi comparado ao outro, que trabalhava no escritório normalmente, o grupo de trabalho flexível tinha mais autonomia, mais autoconfiança e receberam melhor suporte de seus chefes, além de terem mais tempo com a família.
Eles também reportaram uma mais satisfação no trabalho e se sentiram menos estressados do que seus colegas.

Em busca de relógio de ponto e acessórios? Entre agora em contato com a Pontual Tecnologia:


Deixe seu Comentário.



Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×